Instante

Ao peito assombrado surge gigante
a noite. Fantasmas desiludem
esperança acanhada feita aurora.
Agora descrença à magnífica sombra
protetora da pungente verdade: amor
é instante suspenso. Sol de mechas douradas
impossíveis, desvanece ao toque dos dedos
carinhosos, insistentes em acaricia-los.
Escorrego na infinita escuridão
desejoso de luz ia condenado
à nova quimera disfarçada.

Joaquim Miguel, 2016.

Anúncios
Imagem | Esse post foi publicado em Poemas. Bookmark o link permanente.

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s